Candidaturas de Emprego

CV's, cartas de apresentação e entrevistas

Candidatar-se a uma oferta de emprego brasileiro inclui enviar um Curriculum Vitae (CV) e, por vezes, uma carta de apresentação. Enviar documentos como certificados de habilitações não é muito comum.

Candidaturas de Emprego

Se se estiver a candidatar para trabalhar com brasileiros (e devido à política de restrição brasileira para trabalhadores estrangeiros, provavelmente, estará), a sua candidatura deverá ser feita em Português. Em todo o caso e a jogar pelo seguro, é aconselhável que entregue versões do seu CV tanto em Inglês como em Português.

A parte mais importante de uma candidatura a um emprego brasileiro é o CV, que por vezes pode ser extensível a uma carta de apresentação. As regras mais importante para ambos os documentos, é estes serem sucintos e objectivos.

Currículo Brasileiro

Quando redigir um CV brasileiro, tente evitar escrever muito detalhadamente e não exagere no que diz respeito às suas qualificações. O comprimento do seu Currículo deverá ser de uma página, e não convém exceder duas.

Tente não incluir a educação elementar ou estado conjugal, concentre-se em demonstrar apenas as suas qualificações e competências para a posição à qual se candidata. Apresente as diferentes fases da sua educação e aquisição de competências numa ordem cronológica inversa, começando sempre pelas mais recentes.

A ordem das informações que apresenta não é determinante e depende da posição à qual se candidata. As sugestões a serem incluídas são apresentadas a seguir:

  • Dados Pessoais - Inclui nome e apelido, data de nascimento e número de contacto.
  • Formação Académica
  • Experiência Profissional - Inclui o nome da empresa, período de trabalho e funções exercidas.
  • Aperfeiçoamento profissional - Inclui formações e intensificação de competências.
  • Línguas e informática - Inclui o nível de fluência.
  • Informações adicionais - Inclui programas de intercâmbio, trabalho voluntário e outras informações em relevantes à posição.

Carta de Apresentação

A carta de apresentação deve incluir as motivações pessoais para a função desejada. Deverá reunir todas as qualificações e aptidões numa abordagem mais profissional. Neste caso, poderá apresentar exemplos de como utiliza a língua portuguesa e ligá-los às fases das suas experiências e realizações profissionais. Mantenha sempre a sua carta concisa e evite os exageros.

Entrevistas de emprego no Brasil

Para se preparar para uma entrevista, certifique-se de que tem o conhecimento dos termos técnicos da sua profissão em Português, bem como os detalhes da empresa à qual se candidata. Esteja, também, preparado para demonstrar as suas habilidades e experiências.

A entrevista de emprego representa um papel decisivo no processo brasileiro de candidatura a um emprego. Muito provavelmente, já conhece a maior parte das dicas relativamente a entrevistas (por exemplo, mostrar atitude positiva quando mencionar o seu último empregador e evitar respostas simples como sim e não). Estas dicas também se aplicam ao mercado de trabalho brasileiro.

O que o diferencia de muitos outros países é valorizar as competências interpessoais. Muitas vezes, estas desempenham um papel mais importante do que as qualificações técnicas e as habilitações. As entrevistas brasileiras tendem a ser mais pessoais e muitas vezes um pouco de humor pode ajuda-lo a estabelecer contacto com o entrevistador. No entanto, deverá ser cauteloso, pois isto não se aplica necessariamente a todas as situações.

Se se estiver a candidatar para trabalhar com brasileiros (e devido à política de restrição brasileira para trabalhadores estrangeiros, provavelmente, estará), a sua candidatura deverá ser feita em Português. Em todo o caso e a jogar pelo seguro, é aconselhável que entregue versões do seu CV tanto em Inglês como em Português.

A parte mais importante de uma candidatura a um emprego brasileiro é o CV, que por vezes pode ser extensível a uma carta de apresentação. As regras mais importante para ambos os documentos, é estes serem sucintos e objectivos.

Currículo Brasileiro

Quando redigir um CV brasileiro, tente evitar escrever muito detalhadamente e não exagere no que diz respeito às suas qualificações. O comprimento do seu Currículo deverá ser de uma página, e não convém exceder duas.

Tente não incluir a educação elementar ou estado conjugal, concentre-se em demonstrar apenas as suas qualificações e competências para a posição à qual se candidata. Apresente as diferentes fases da sua educação e aquisição de competências numa ordem cronológica inversa, começando sempre pelas mais recentes.

A ordem das informações que apresenta não é determinante e depende da posição à qual se candidata. As sugestões a serem incluídas são apresentadas a seguir:

  • Dados Pessoais - Inclui nome e apelido, data de nascimento e número de contacto.
  • Formação Académica
  • Experiência Profissional - Inclui o nome da empresa, período de trabalho e funções exercidas.
  • Aperfeiçoamento profissional - Inclui formações e intensificação de competências.
  • Línguas e informática - Inclui o nível de fluência.
  • Informações adicionais - Inclui programas de intercâmbio, trabalho voluntário e outras informações em relevantes à posição.

Carta de Apresentação

A carta de apresentação deve incluir as motivações pessoais para a função desejada. Deverá reunir todas as qualificações e aptidões numa abordagem mais profissional. Neste caso, poderá apresentar exemplos de como utiliza a língua portuguesa e ligá-los às fases das suas experiências e realizações profissionais. Mantenha sempre a sua carta concisa e evite os exageros.

Entrevistas de emprego no Brasil

Para se preparar para uma entrevista, certifique-se de que tem o conhecimento dos termos técnicos da sua profissão em Português, bem como os detalhes da empresa à qual se candidata. Esteja, também, preparado para demonstrar as suas habilidades e experiências.

A entrevista de emprego representa um papel decisivo no processo brasileiro de candidatura a um emprego. Muito provavelmente, já conhece a maior parte das dicas relativamente a entrevistas (por exemplo, mostrar atitude positiva quando mencionar o seu último empregador e evitar respostas simples como sim e não). Estas dicas também se aplicam ao mercado de trabalho brasileiro.

O que o diferencia de muitos outros países é valorizar as competências interpessoais. Muitas vezes, estas desempenham um papel mais importante do que as qualificações técnicas e as habilitações. As entrevistas brasileiras tendem a ser mais pessoais e muitas vezes um pouco de humor pode ajuda-lo a estabelecer contacto com o entrevistador. No entanto, deverá ser cauteloso, pois isto não se aplica necessariamente a todas as situações.

Considera este artigo útil?

Gostaria de fazer comentários, actualizações ou colocar questões? Escreva aqui: